No dia 2 de Janeiro de 2018 a IMBU foi premiada com o 3º lugar no Concurso Anual de Joalharia da APIO, com o anel “Mensagem de Paz”, desenhado e executado por Sara Bueno.

A proposta lançada pela APIO para o concurso de 2017 foi a criação de uma peça de joalharia que integrasse uma ou mais ideias relacionadas com o centenário das aparições de Fátima.

Foi um projecto de complexa e desafiante execução, que demorou cerca de 5 meses no total a chegar a termo, tendo resultado num objecto único, rico em detalhes e que deixa qualquer um maravilhado.

Nada foi deixado ao acaso. Desde a escolha dos materiais, às formas e à tipologia, tudo teve uma razão para estar presente na composição global.

Veja o vídeo aqui

Porquê um anel?

O centenário das aparições de Fátima está relacionada com a igreja católica. E o anel, estando desde sempre relacionado com a manifestação de poder e estatuto, tem em si a dupla simbologia de representar o poder da igreja, por um lado, e o poder da fé nos homens, por outro lado.

Neste anel, à semelhança do que acontece em todas as representações religiosas, encontramos diversos símbolos que contam a história das aparições, enquadrando-a nos pilares da igreja católica, centrando-se na essência da mensagem e na forma como a mesma terá sido transmitida pela Virgem aos pastorinhos ao longo das várias aparições.

Contrastando a austeridade das catedrais com a naturalidade humilde da azinheira junto à qual os milagres terão ocorrido, ligámos estes dois extremos construindo o anel com uma base sólida e tradicional, semelhante ao anel de um bispo, e um topo coroado com folhas de azinheira entremeadas com 4 corações. Os 4 corações dos personagens centrais da história, que desde o primeiro momento passariam a estar ligados.

Esta coroa aparece sustentada em dois lados por duas pombas, representação do Espírito Santo, indissociável de todos os eventos cristãos.

Sobre as folhas de azinheira, a peça central do anel surge giratória, revelando a dinâmica das aparições. Um dos lados é completamente prateado, brilhante e lunar como a figura da mãe (Maria), onde uma claríssima Água Marinha representa a figura da Virgem e 3 Zircónias brancas representam as 3 crianças. O outro lado é parcialmente dourado, quente e solar como o pai (Deus), onde se vê um coração desenhado com várias zircónias vermelhas: o Sagrado Coração de Maria, circundado por espinhos que aparecem na forma de 12 triângulos recortados no metal, em alusão aos 12 Apostolos de Jesus, seu filho.

O movimento giratório da cabeça do anel lembra também o movimento de “abrir de mãos” da “senhora de branco”, tal como descrito pelas crianças. Aquando das suas aparições, a Virgem revelava segredos com esse gesto, tendo numa das aparições finais revelado o seu sagrado coração, marcado na palma da sua mão direita.

Para nós, a leitura do Sagrado Coração de Maria faz sentido no contexto da experiência maternal e do sofrimento que uma mãe tem perante o sofrimento de um filho; daí a inclusão subliminar de Cristo nos 12 triângulos que representam espinhos. Tal experiência, que Maria terá transcendido, elevou-a ao patamar divino tendo a santa amor compassivo e incondicional por todos os filhos dos Homens, tal como o amor que nutre por seu próprio filho.

Esta é a Mensagem de Paz. O amor pelos nossos filhos pode ser também o amor pelos filhos dos outros, espelhando a atitude exemplar da mãe divina. E a fé nesta possibilidade constitui o poder oferecido aos Homens, pelas aparições e por intermédio dos 3 pastorinhos, para conquistarem a paz definitiva (paz interior e paz inter-relacional).

O anel Mensagem é um objecto complexo, replecto de detalhes e segredos, um convite à contemplação e à reflexão, como é toda a mensagem de cariz espiritual em qualquer religião.

A nossa avó materna e a irmã dela tinham uma adoração infinita pela Virgem Maria e sempre nos contavam, à maneira delas, a história dos 3 pastorinhos. Se fossem vivas, teriam celebrado com muito entusiasmo esta data comemorativa.

Antónia e Raquel… este anel e este prémio são para vocês!

 

Ficha técnica da peça:

Prata banhada a ródio e ouro, ouro branco, água marinha, zircónias brancas e vermelhas.

Desenho e execução Sara Bueno

Logística e apoio nos acabamentos Yara Bueno

Cravação Américo Magalhães

Banhos Luís Sardinha

Agradecimento especial Mestre Cláudio Passo, pelo orientação na resolução de questões técnicas.